WE - YEVGENY ZAMYATIN
Carlos Trabulo

Neste redesign da obra We, de Yevgeny Zamyatin, não se tenta adicionar uma segunda leitura ou uma outra camada a esta distopia clássica, mas sim tirar partido dos elementos já presentes na narrativa original.

Com base na formulação autoral dos capítulos, transpostos para “records”, esta edição aproxima-se de um diário, ou de notas pessoais, juntando-lhe fotografias, imagens, ilustrações e elementos matemáticos, tentando transmitir, deste modo, um cunho mais pessoal: imaginar como este “diário” poderia ter sido estilizado ou complementado pela personagem principal.

A todos estes elementos associaram-se dois carimbos — um denominado “classified” e outro apresentando o símbolo de “ONESTATE” — que questionam ou dão uma pista sobre um possível final do livro.