STAR - YUKIO MISHIMA
Carolina Aguiar

Neste redesign de Star, short story do aclamado autor japonês Yukio Mishima e retrato psicológico e íntimo de uma celebridade que é alvo de um constante escrutínio público, procurou-se traduzir a ambiguidade da narrativa. Nesta, devido a uma construção recorrentemente difusa e metafórica, torna-se difícil discernir realidade e ficção, realidade e sonho, realidade e reminiscência. Como tal, estabeleceu-se uma lógica de alternância entre planos distintos, que diferem em múltiplos aspetos gráficos e tipográficos: o plano da persona — da "máscara" que se move em público —, que corresponde às secções mais imediatas do livro; o plano do eu, que apenas surge na intimidade do narrador, e que corresponde a secções ocultas e anunciadas por pequenas janelas de padrões enevoados e oníricos; o plano da "personagem" — um yakuza fictício no qual o narrador se transforma —, acompanhado por imagens que remetem para esse universo particular. Tendo em conta o caráter visual da narrativa, que frequentemente sugere imagens atmosféricas, introduziram-se ainda ilustrações fotográficas de expressão abstrata ao longo do texto.